O primeiro Mundial a gente nunca esquece



Rincon-Foto-Julio-Cesar-Guimaraes_LANIMA20110928_0078_27

Corintianos apostólicos romanos, o primeiro Mundial a gente nunca esquece.

Foi em 14 de janeiro de 2000 que o nosso Corinthians, poderoso desde sempre, virou de vez o Todo Poderoso Timão.

Quem assistisse os nossos jogos em uma TV com imagem preta e branca podia pensar que jogava ali a Seleção Brasileira. Mas era mais que isso, mano!

Era uma seleção de ídolos alvinegros: Dida, Índio, Fábio Luciano, Adilson, Kleber, Rincón, Vampeta, Marcelinho, Ricardinho, Edilson, Luizão. E Oswaldinho – cada vez mais “inho”, é bom lembrar.

A Maraca foi pequeno pra gente. Como 12 anos depois, o Japão também foi pouco para a Fiel. É pura física! Ou matemática, sei lá.

Como ao dizer que só dois títulos mundiais é pouco pra nóis. Quero mais! Quero somar! Quero multiplicar!

Como faz a nossa torcida: se multiplica. Como ocorre com nossas glórias: se multiplicam. Mas, mesmo que cheguemos a mil títulos mundiais, o primeiro será sempre inesquecível.



MaisRecentes

Na última derrota em 1-9-9-5



Continue Lendo

Não vai dá pra ser bi invicto



Continue Lendo

Dormiu tarde para secar, anti?



Continue Lendo