Vamos agradecer ao Hungaro com gols



Caros alvinegros, me desculpe mas não tenho o que temer contra no jogo de hoje contra a limitadíssima Cabofriense, em São Januário. Quando soube que o técnico do nosso adversário é aquele mesmo que fez eu cuspir milhões de marimbondos na disputa da tão sonhada Libertadores, eu relaxei.
Meus caros, além das péssimas lembranças que tenho daquele treinador ainda preciso assistir em campo um “traidor” que botou o clube na justiça, depois de aprender muita coisa com o ídolo Jefferson, e um volante que ainda não mostrou ao que veio.
Espero, meus amigos, que o Botafogo não perca a oportunidade e agradeça com muitos gols  a esses ex-alvinegros a  eliminação precoce da Copa Libertadores e do Carioca daquele ano de 2014. Estou confiante, próxima fase ai vamos nós.


MaisRecentes

Zé, sim, é um treinador



Continue Lendo

Que saudade do Fogão!



Continue Lendo

Preocupação é o pão de queijo



Continue Lendo