Sem mágoa e sem saudade



Caros alvinegros, vejo a passagem do Renatinho se encerrar com uma ponta de tristeza no coração. Ele tinha futebol para render mais pelo Botafogo, mas infelizmente já estava em idade avançada para atuar em alto nível no futebol brasileiro, que é muito físico.

O grande momento de Renato no Glorioso foi justamente a chegada ao clube. A contratação dele levantou o nosso moral e deu uma demonstração de poder do nosso amado Glorioso, que na época venceu a concorrência do São Paulo e do Santos, clubes com maior poder financeiro, mas sem tradição.

Agora, ele retorna sabendo que poderia ter feito mais pelo nosso clube. Não sinto raiva do camisa 8, mas tampouco sentirei saudade. Ficou longe de brilhar pelo Fogão



MaisRecentes

Zé, sim, é um treinador



Continue Lendo

Que saudade do Fogão!



Continue Lendo

Preocupação é o pão de queijo



Continue Lendo