Perdão, Papai Noel. Acho que exagerei, em 2013



Caros alvinegros,

a época, do Natal, sem dúvida, é transformadora. Neste período, fico pensando no ano que tivemos e comparo ao dos rivais. Título carioca, melhor do Rio disparado no Brasileiro… Minha consciência chega a pesar e o sono demora a vir. Confesso que a comoção me toma e fico até mesmo arrependido de ter tripudiado de seres tão indefesos.

Será que peguei pesado ao debochar da situação dos vascaínos? Os portugas engoliram dois rebaixamentos em cinco anos e eu ainda fiz piada com isso! Quanto arrependimento…

E as flores, que mais uma vez se despetalaram no tapete. Os torcedores desse clube são pessoas tão delicadas que não mereciam ler meus desabafos. Desculpem-me, meninas. Como eu sou maldoso…

Já quanto aos mulambos, 2013 acabou sendo um tremendo ano. Não caíram (ainda), oras! Mas depois desse sorteio da Libertadores minha memória foi reavivada. Quando vi que o Emelec caiu no grupo deles, tive uma crise de riso e, na empolgação, acabei telefonando para Scarlet Breu. Fui obrigado a gritar no ouvido dela: “Gooooool do Emelec!”. Que covardia…

Diante de tantas atitudes que não condizem com o espírito natalino, só me resta dizer: Perdão, Papai Noel! Mas tomara que em 2014 os meus fregueses me deem motivos para eu continuar pecando! Ho Ho Ho



MaisRecentes

Preocupação é o pão de queijo



Continue Lendo

Os outros que reclamem de Godger!



Continue Lendo

Confio no Roger



Continue Lendo