Dezessete em ponto



Caros alvinegros, hoje se completam 17 anos daquela conquista histórica lá em São Paulo. Campeões brasileiros! Em cima de um Santos que já se considerava o melhor time do campeonato. Mas esqueçamos isso. As coincidências dessa data são bacanas e, supersticiosos que somos todos, não podíamos deixar de lembrar, hoje, do quanto aquilo nos fez felizes.

17 de dezembro foi o dia de nossa conquista. Há exatos 17 anos. Eu estava no Pacaembu naquele dia, nunca esqueço – vestindo não a 17, mas a 7 de São Garrincha. Às 17h, a bola ainda não tinha rolado, o jogo só começou duas horas depois, mas eu já estava ao redor do estádio esperando por aquele momento.

Ninguém em campo naquela noite usava o número 17. Mas bastava só parte do número. O místico 7 que eu vestia, também Túlio usava. E foi dele o primeiro gol. Ilegal? O deles no segundo tempo também foi! Não tinha erro, já era tudo nosso.

Mas, como esse Botafogo sempre testa nosso coração, nosso herói Wágner teve ue garantir. Faltando 17 minutos para o fim do jogo, uma defesaça no ângulo – uma das várias que fez naquele segundo tempo – me deram a certeza de que a taça seria nossa. Lembro do quanto ele foi desacreditado naquele ano, e de como deu a volta por cima.

No fim, foi só festa. Invasão de campo, alegria, gritos, cantos… E levamos nossos heróis nos braços. Juro que seria capaz de fazer a carreata de lá até o Rio a pé. Foram 27 – não 17 – anos sem um troféu de campeão brasileiro. Tomamos o Pacaembu, a Paulista e o aeroporto, chegamos de madrugada em General, mas como valeu a pena.

E vejam vocês: meu neto nasceu em 1995. Menino Túlio Humberto também tem 17 anos, santo número. Ele não viu aquela conquista, mas não importa. Ainda aguardo o dia em que isso volta a acontecer, com ou sem números, mas apenas guiados por nossa Estrela Solitária e com o espírito que mostramos naquele ano e naquela noite, há 17 anos.



MaisRecentes

Que saudade do Fogão!



Continue Lendo

Preocupação é o pão de queijo



Continue Lendo

Os outros que reclamem de Godger!



Continue Lendo