Obrigado por ser Botafogo!



Caros alvinegros, o dia 7/7 nunca mais vai sair da minha memória. Sabem que sou um pouco supersticioso, como a maioria dos meus irmãos botafoguenses. Mas juro que a quantidade de setes não é o mais importante nesta data tão especial. Já acordei ansioso, vesti o manto e quis sair bem cedo para o Engenhão.

Ver Seedorf de perto, com a camisa alvinegra, me fez voltar no tempo e ao mesmo tempo me transportou para um futuro glorioso. Lembrei de meu pai, meus tios que já morreram e como eles me ensinaram a ser botafoguense. Lembrei dos esquadrões de Nilton Santos, Garrincha, Didi & Cia. Como eram bons esses rapazes.

Também me vi com meu neto, nos próximos anos, dando várias voltas olímpicas no Engenhão, com Seedorf carregando a taça. Era muito real, mais do que um sonho. Garanto!

O sorriso do holandês transparece muita sinceridade. Ele não consegue esconder o quanto está satisfeito por ser um novo botafoguense. Fazer parte de um clube tão glorioso é para poucos. E ele sabe disso. Tanto que aqueles que se julgam nossos rivais estão morrendo de inveja.

A simples presença do Seedorf em nosso estádio fez com que o time jogasse o fino da bola. Atropelamos o Bahia e morri de rir ao ver o Cidinho, que o pessoal aqui do LANCENET! passou a chamar de Seedinho, fazendo dois gols. Até o Elkeshow, que estava meio apagadonos últimos tempos, fez um golaço.

Imaginem quando o nosso novo 10 estiver pronto para jogar? Vai ser ocomeço de uma arrancada histórica neste Brasileirão.



MaisRecentes

Que saudade do Fogão!



Continue Lendo

Preocupação é o pão de queijo



Continue Lendo

Os outros que reclamem de Godger!



Continue Lendo