Entrevista: Ricardo Villar, CEO da Florida Cup



O brasileiro Ricardo Villar, fundador e CEO da Florida Cup, conversou com a “De Prima” e contou algumas novidades para as próxima edições da competição. A edição de 2020 será disputada em janeiro. Villar, que foi jogador de futebol, criou o torneio em 2015 com o objetivo de oferecer uma preparação de excelência às equipes, aliada à oportunidade de internacionalização dos clubes e de suas marcas. Atualmente, a Florida Cup já está consolidada no calendário do futebol e é considerada a maior celebração internacional de futebol realizada anualmente nos Estados Unidos.

1) Existe possibilidade de alteração do formato para um aumento de clubes convidados nas próximas edições?

Na verdade, se você pesquisar, vai ver que nós já tentamos outros modelos, com mais times e mais jogos, mas chegamos à conclusão que o formato da primeira edição (2015) – que repetimos em 2019 – é o melhor: tanto para o público quanto pra nós, organizadores. Sendo assim, vamos permanecer com esse formato.

2) O interesse do torcedor brasileiro pela Florida Cup tem aumentado a cada ano, como também em audiência. Há possibilidade de transmissão via TV aberta novamente?

Sim, há possibilidades. Temos contrato com a SporTV, mas estamos analisando possibilidades além do cabo. Isso inclui TV aberta e também o digital.

3) Como tem sido o interesse do mercado europeu pelo evento?

Com o sucesso das participações do Eintracht Frankfurt e do Ajax, em 2019, a procura tem crescido. Porém, por conta do calendário do próximo ano, os clubes não participarão desta edição do torneio. Mesmo assim, além dos quatro jogos que serão realizados no Exploria Stadium, nos dias 15 e 18 de janeiro, entre os participantes do torneio de 2020, a novidade da nossa sexta edição será uma partida de exibição entre duas equipes da Bundesliga, pouco antes do torneio começar. O Frankfurt, que volta a Orlando depois de disputar a Florida Cup, em 2019, e o Hertha Berlim. Os alemães vão se enfrentar em jogo amistoso, no dia 9, que marcará a abertura oficial do evento em 2020.

4) O mercado chinês é um alvo da Florida Cup?

Existe intenção de convidar clubes chineses para as próximas edições?
Mercado chinês é um alvo, com certeza, tanto que teremos transmissão dos jogos, ao vivo, na Ásia. Mas, o foco agora é nos mercados europeu, sul-americano e norte-americano. Queremos potencializar ainda mais essas regiões.



MaisRecentes

Futebol americano: NFL e Microsoft ampliam parceria de atuação digital



Continue Lendo

Delta torna-se o primeiro parceiro da Olimpíada de Los Angeles-2028



Continue Lendo