Estudo indica queda do número de jogadores estrangeiros no Brasileirão



O zagueiro espanhol Pablo Mari é um dos estrangeiros do Flamengo, campeão brasileiro de 2019. Crédito: LANCE!

Um estudo publicado pela Pluri Consultoria, aponta que o futebol brasileiro teve 84 jogadores estrangeiros durante a atual temporada nos clubes da Série A. Houve uma queda de 3,5% em relação a 2018, que contou com 87 atletas.  Esse decréscimo pode ser atrelado à questão cambial, pois o Real se desvalorizou perante o Dólar nos últimos anos, apontou o estudo.

Entretanto, em relação à 2009, houve um crescimento de 155%, quando, em 2014, houve o aumento no limite de participação de três para cinco estrangeiros nos inscritos por jogo.

Com o percentual de 8,5% de representatividade de estrangeiros nos elencos, o Campeonato Brasileiro fica apenas à frente das primeiras divisões da Nigéria, Irã, Fiji e Argélia, e divide a 80ª colocação com as ligas uruguaia e sul-coreana no levantamento que considera 86 ligas no mundo. A Premier League se mantém como o campeonato com o maior percentual de estrangeiros no mundo, com 65,1% do total.



MaisRecentes

Futebol americano: NFL e Microsoft ampliam parceria de atuação digital



Continue Lendo

Delta torna-se o primeiro parceiro da Olimpíada de Los Angeles-2028



Continue Lendo