Ministro da Economia é contra refinanciamento incluído no PL do clube-empresa



O ministro Paulo Guedes e Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, em encontro em Brasília. Crédito: jornalopção

O programa de refinanciamento de dívidas fiscais dos clubes de futebol é um grande chamariz para que as entidades esportivas se transformem em clube-empresa. Entretanto, se depender de Paulo Guedes, Ministro da Economia, essa iniciativa será barrada no Projeto de Lei que está em discussão no Congresso Nacional. Guedes não concorda com a renúncia da receita fiscal e entende que a União já cedeu muito com os programas de refinanciamento.

No PL, de autoria do deputado federal Pedro Paulo (DEM-RJ), o clube que aderir ao projeto de clube-empresa, teria uma redução de 50% dos juros das dívidas referentes aos tributos federais, além do parcelamento em até 240 meses. Os clubes da Série A devem, ao todo, quase R$ 2 bilhões ao Governo Federal. Somente Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo devem mais de R$ 700 milhões.



MaisRecentes

Atlético-MG pode ser multado no caso do torcedor que praticou racismo contra segurança



Continue Lendo

FPF e LaLiga assinam acordo inédito de cooperação



Continue Lendo

Flamengo é o primeiro clube brasileiro a ultrapassar os 25 milhões em redes sociais



Continue Lendo