Promotoria da Infância e Juventude dá parecer favorável para a liberação parcial do Ninho do Urubu



Após o Ministério Público do Rio de Janeiro aceitar o pedido de liberação parcial do Ninho do Urubu, feito pelo Flamengo, a Promotoria de Justiça da Infância e Juventude da Capital deu, nesta sexta-feira, parecer favorável à liberação parcial do centro de treinamento. Agora, depende do juiz da Vara da Infância, Pedro Henrique Alves, decidir a questão. A decisão é para liberar o uso das instalações para treino e não para alojar os adolescentes, pois o clube ainda não tem posse do documento de “Habite-se”.

No entanto, o documento da Promotoria salienta duas questões importantes. Uma delas é que a liberação por parte do Corpo de Bombeiros foi feita pelo Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, Cel. BM Roberto Robadey Costa Júnior, e não por uma equipe de vistoria técnica da corporação. No trecho relativo ao tema, o parecer da Promotoria diz “Oportuno salientar que na hipótese da ocorrência de qualquer sinistro nas dependências do CT serão adotadas as medidas cabíveis pelo Ministério Público quanto à eventual responsabilidade pessoal dos agentes públicos que atestaram a ausência de impedimento para o funcionamento dispensando por analogia o Certificado de Aprovação”.

O parecer também condicionou a liberação ao cumprimento de dois itens: “a disponibilização de assistência médica integral e oportuna em caso de incidente de urgência”, e “a a realização de vistoria no local, no prazo de 30 dias, pelo corpo técnico do CBMERJ a fim de verificar se foram sanadas as irregularidades apontadas no Laudo de Exigências e no TAC para obtenção do Certificado de Aprovação”.



MaisRecentes

Volta Redonda é o único clube do RJ a não publicar balancete. Dirigente promete números nesta quinta-feira



Continue Lendo

Ricardo Rocha lança canal de análises e entrevistas no YouTube



Continue Lendo

Dirigente tem a missão de transformar a Inter de Limeira em clube-empresa



Continue Lendo