Liminar de desembargadora suspende obras no campo do Everest



O campo do clube Everest está envolvido em uma disputa judicial. Crédito: LANCE!

Com Vinícius Faustini

No fim da tarde da última sexta-feira, a desembargadora do TJ-RJ, Denise Levy Tredler, declarou a inconstitucionalidade da Lei que retirou o campo do Everest do elenco de campos de futebol tombados. Dessa forma, está suspensa, liminarmente, a construção de unidades do programa de habitação “Minha Casa, Minha Vida” no terreno do clube, que fica na Zona Norte da capital. A magistrada notificou a prefeitura do Rio e a secretaria municipal de habitação, que são as responsáveis pelas obras no local.

Desde o início do ano, existe uma batalha entre a prefeitura do Rio de Janeiro e o clube Everest, que fica em Inhaúma, na Zona Norte do Rio. O prefeito Marcelo Crivella prometeu aos moradores da região, que construiria unidades do “ Minha Casa, Minha Vida” no campo do clube, que ainda briga por manter o seu espaço.

Na sua maior vitória, a prefeitura conseguiu o destombamento do ter-reno. Entretanto, a liminar da desembargadora Denise Tredler, garante o terreno no tombamento original. Dessa forma, o Everest segue protegido pela Lei 3372/2002.



MaisRecentes

Volta Redonda é o único clube do RJ a não publicar balancete. Dirigente promete números nesta quinta-feira



Continue Lendo

Ricardo Rocha lança canal de análises e entrevistas no YouTube



Continue Lendo

Dirigente tem a missão de transformar a Inter de Limeira em clube-empresa



Continue Lendo