Liminar de desembargadora suspende obras no campo do Everest



O campo do clube Everest está envolvido em uma disputa judicial. Crédito: LANCE!

Com Vinícius Faustini

No fim da tarde da última sexta-feira, a desembargadora do TJ-RJ, Denise Levy Tredler, declarou a inconstitucionalidade da Lei que retirou o campo do Everest do elenco de campos de futebol tombados. Dessa forma, está suspensa, liminarmente, a construção de unidades do programa de habitação “Minha Casa, Minha Vida” no terreno do clube, que fica na Zona Norte da capital. A magistrada notificou a prefeitura do Rio e a secretaria municipal de habitação, que são as responsáveis pelas obras no local.

Desde o início do ano, existe uma batalha entre a prefeitura do Rio de Janeiro e o clube Everest, que fica em Inhaúma, na Zona Norte do Rio. O prefeito Marcelo Crivella prometeu aos moradores da região, que construiria unidades do “ Minha Casa, Minha Vida” no campo do clube, que ainda briga por manter o seu espaço.

Na sua maior vitória, a prefeitura conseguiu o destombamento do ter-reno. Entretanto, a liminar da desembargadora Denise Tredler, garante o terreno no tombamento original. Dessa forma, o Everest segue protegido pela Lei 3372/2002.



MaisRecentes

Após ação de empresa de alimentos, Justiça determina bloqueio de verbas do Vasco



Continue Lendo

Rodízio de ‘medalhões’ será desafio para Abel Braga no Flamengo



Continue Lendo

De saída do Corinthians, atacante Roger interessa a Botafogo e Vasco



Continue Lendo