Conselheiros do Vasco podem pedir exclusão de Julio Brant após atrito com Campello



O presidente Alexandre Campello e o conselheiro Julio Brant discutiram em programa de televisão. Crédito: LANCE!

O recente episódio ocorrido entre Alexandre Campello, presidente do Vasco, e Julio Brant, membro do Conselho Deliberativo, em um programa da “Fox Sports”, pode ter consequências. Um grupo de conselheiros e de beneméritos pode entrar com uma representação contra Brant, baseado no Estatuto, Capítulo VI, artigos 35 e 36. Entre as penalidades, há a possibilidade de exclusão do sócio que cometer falta grave. Segundo os conselheiros, a atitude de Brant, em rede nacional, causou dano ao clube.

Membros do Conselho Deliberativo e do Conselho de Beneméritos repudiaram a briga entre Alexandre Campello e Julio Brant em rede nacional de televisão. Apesar de os conselheiros concentrarem suas críticas a Brant, o presidente vascaíno também deve ouvir as reclamações do grupo.

A apuração do blog levou ao ponto central que originou a representação contra Julio Brant: Eurico Miranda, presidente do Conselho de Beneméritos. O ex-mandatário do clube, juntamente com beneméritos conhecidos como “cabeças brancas”, decidiu pela tentativa de imputar uma punição ao adversário político. O Capítulo VI, em seu artigo 35, fala de penas como advertência, suspensão de até seis meses ou desligamento do quadro associativo.



MaisRecentes

De saída do Corinthians, atacante Roger interessa a Botafogo e Vasco



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco criticam atuação de diretor de futebol



Continue Lendo

Árbitros da Ferj estão sem receber parte dos pagamentos



Continue Lendo