Apesar de decisão da Justiça, clubes apoiam Caboclo na CBF



Rogério Caboclo conta com o apoio dos clubes como novo presidente da CBF (Divulgação)

Uma ação do Ministério Público do Rio de Janeiro, que questiona a eleição presidencial da CBF, pode causar a anulação do pleito que escolheu Rogério Caboclo como mandatário da entidade, a partir de abril de 2019. Embora a Justiça considere que houve falha no processo, a maior parte dos clubes brasileiros se posicionou ao lado de Caboclo. Dos 12 grandes de Rio, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, apenas Flamengo e Corinthians não votaram. O Atlético-PR é o único que se posiciona contra a eleição.

Com exceção do Atlético Paranaense, que faz oposição declarada à CBF, nenhum clube de grande porte do futebol brasileiro definiu uma posição mais clara em relação à eleição de Rogério Caboclo. Uma ação inicial, movida pelo deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ), pedia à Procuradoria da República, no Rio de Janeiro, além da anulação do pleito, também que os clubes das Séries A e B se manifestassem sobre o processo eleitoral na CBF.

Entretanto, os clubes preferiram apoiar a CBF. Um advogado ligado a um grande clube paulista explicou que, a iniciativa acabou inibindo os clubes a se posicionar, pois foram obrigados a revelar publicamente às suas posições sem terem tempo de formar um bloco com um pensamento único.



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo