Vasco sofre mais uma derrota em ação movida pelo Espetto Carioca



O Vasco, do presidente Alexandre Campello, e a empresa de alimentos Espetto Carioca, travam disputa judicial. Crédito: LANCE!

O desembargador Bernardo Moreira Garcez Neto, do Tribunal Regional negou, na última sexta -feira, o pedido de suspensão de arresto cautelar de mais de R$ 1 milhão, na conta do Vasco, dada pela Juíza Leticia D’ Aiuto de Moraes Ferreira Michelli, da 28ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. O bloqueio do valor é referente a uma disputa judicial entre o clube e a empresa de alimentos Espetto Carioca.

Segundo o desembargador, o arresto foi deferido com base nas provas dos autos. Os valores cobrados pela empresa são referente ao fornecimento de alimentos para funcionários e jogadores do clube.

Segundo informações do Espetto Carioca, a empresa trabalhou por três meses sem receber do Vasco. O próximo passo é discutir judicialmente os R$ 2,5 milhões de multa por quebra unilateral de contrato, pedidos pela empresa de alimentos.



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo