MP 841: Ministério do Esporte e COB terão aumento de receita; secretarias estaduais perderão verba



O deputado federal Alexandre Valle (PR-RJ) analisou os números da MP-841. Crédito: Divulgação

O novo texto da Medida Provisória 841, que visa transferir recursos das loterias federais do esporte para a segurança pública, assinado na noite terça-feira, pelo presidente Michel Temer, altera os valores recebidos pelas entidades ligadas ao esporte. Segundo uma análise inicial do deputado federal Alexandre Valle (PR-RJ), a reformulação da MP restabelecerá o patamar original das verbas para as entidades ligadas ao esporte. Algumas delas, como o Ministério do Esporte, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), entre outras, terão até, um orçamento maior. Por outro lado, as secretarias estaduais tiveram redução nos valores recebidos.

O deputado federal Alexandre Valle (PR-RJ), estudou os números em discussão na MP 841 e concluiu, em um primeiro momento, que houve avanços na pauta. De acordo com Valle, o fato de manter valores originais e ainda a possibilidade de um aumento para algumas entidades, revelou a disposição de todos os envolvidos em resolver a questão da melhor maneira possível.

O parlamentar revelou alguns cálculos atuais da MP. O Ministério do Esporte, que recebia R$ 318.633.544,00, pode passar a receber R$ 327.135.482,71. Já o COB, que antes tinha uma verba de R$ 190.384.580,34, pode ter um aumento que elevaria a verba para R$ 236.942.578,76.

Outras entidades como a Fenaclubes, a Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) e a Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), também podem receber um aumento em suas verbas. Um lado que deixou o congressista preocupado foi o das secretarias estaduais de esportes. No estudo, elas perdem receita. “As secretarias estaduais ficaram sem recursos, mas já foi um avanço”, explicou Alexandre Valle.



MaisRecentes

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo

Mesmo debilitado, Eurico Miranda mostra sua força na política do Vasco



Continue Lendo

Apesar de decisão da Justiça, clubes apoiam Caboclo na CBF



Continue Lendo