Sem acordo, Espetto Carioca vai cobrar dívida com o Vasco na Justiça



Alexandre Campello, presidente do Vasco, tem mais um problema para resolver. Crédito: Divulgação

Nas últimas duas semanas, a diretoria do Vasco e representantes da Espetto Carioca, se reuniram para tentar chegar a um acordo sobre o rompimento do contrato entre as partes. Desde o dia 21 de maio, o vínculo foi desfeito. A empresa foi contratada para servir refeições aos vascaínos, segundo informações da própria franquia, o tempo do contrato seria de três anos. Porém, após tentativa de negociação com o Vasco, a Espetto Carioca entrará com uma ação de cobrança. A empresa afirma que trabalhou esse período sem receber.

Dirigentes do clube alegaram na imprensa que a falta de pagamento se deu por insatisfação com o serviço oferecido e que havia um entendimento diferente entre as partes em relação ao valor em aberto, mas, após o esclarecimento do ocorrido na imprensa por Leandro Souza, sócio fundador da marca, uma reunião em São Januário no dia 01, com o vice- presidente do departamento jurídico, Rogério Peres Fernandes, e com o vice- presidente financeiro, João Marcos Amorim, foi marcada com o intuito de sanar o problema. Na ocasião todos os documentos, como o contrato, recibos e emails, foram apresentados pelo empresário comprovando a dívida.

” Trabalhamos três meses sem receber, aproximadamente 400 pessoas se alimentavam, com café da manhã, almoço, lanche, janta e nos dias de jogos lanche também, da escolinha do Vasco ao profissional, passando por funcionários. Fizemos até obra no CT. Tentamos resolver esta questão de forma amigável, sugeri que revertêssemos parte da divida em patrocínio, ou seja, chego a conclusão que não houve boa vontade em resolver. Senti que o vice-presidente do departamento jurídico, Rogério Peres Fernandes, e o vice-presidente financeiro, João Marcos Amorim, eram pessoas serias e que de fato queriam tirar o Vasco de mais um problema. Mas a palavra final não é deles. Eles mesmos disseram que o Clube é presidencialista e a palavra final é do Presidente.Segunda-feira, entraremos com uma ação contra o Vasco e por conta da multa da quebra de contrato o valor triplicará”, revelou Leandro Souza.

O Espetto Carioca fará uma coletiva de imprensa na segunda–feira (11/06), às 16h, na sede da empresa para esclarecimentos. Na ocasião, recibos, emails e demais documentações que comprovam a dívida e o bom serviço prestado para o Vasco serão apresentados.

“Como desculpa não pagar o Vasco alegou que não superamos as expectativas deles. Mas temos aqui e-mails da nutricionista-chefe elogiando a nossa operação e a comida. Esta coletiva servirá para provar a idoneidade da empresa”, explicou Leandro.

Segundo informações da assessoria do Vasco, a diretoria já autorizou a retirada dos equipamentos do Espetto Carioca das dependências do clube. Quanto aos valores, há uma discordância entre o que eles apresentam e o que o Vasco acredita que deve à empresa.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo