Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro está dividida sobre o Everest



O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, quer o destombamento do terreno do campo do Everest para construir imóveis. Crédito: Reprodução/Internet

Com Jonas Moura e Marcello Neves
A definição sobre o futuro do clube Everest, do bairro de Inhaúma, no Rio de Janeiro, terá mais um dia de espera. Como não houve sessão na Câmara dos Vereadores na terça-feira, a pauta, adiada por duas sessões, ficou para a quinta-feira. E os políticos ainda travam um debate acalorado.

A base do prefeito Marcelo Crivella (PRB) apoia o destombamento do tradicional campo de futebol para a construção de unidades do Minha Casa Minha Vida e tenta convencer outros partidos de que o clube é que deve mudar de local.

Publicamente, quase ninguém se posiciona contra o Everest, que ocupa o terreno há mais de 65 anos, sem comprovar ser o dono, mas internamente a pressão do governo é grande.

Alguns nomes do MDB se mostram contrários à ideia do prefeito, mas aguardam a apresentação de um laudo que detalhe os custos elevados da obra de dragagem do Rio Timbó, que alaga com frequência, para definir se votarão contra o empreendimento. Jairinho, líder do governo na Câmara, é a favor do destombamento. O DEM ficou de se reunir hoje e nenhum vereador ouvido pela coluna cravou voto.

No PSDB, que tem no vereador Felipe Michel um dos nomes mais mobilizados na causa, ainda não havia uma posição unânime até o fechamento da coluna. A lei que protege o Everest é de autoria do deputado federal Otávio Leite, do partido.

O PSOL é favorável à manutenção do campo e aguarda uma explicação da prefeitura sobre a razão pela qual o projeto precisa ser construído justamente onde está localizado o clube, e não em um local alternativo.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo