Vitória de Galiotte e Leila Pereira no Conselho Deliberativo gera desconfiança no Palmeiras



A conselheira Leila Pereira e o presidente Maurício Galiotte obtiveram uma vitória no Conselho Deliberativo. Crédito: LANCE!

Na reunião do Conselho Deliberativo do Palmeiras, na última segunda-feira, que alterou o estatuto do clube em relação ao tempo do mandato presidencial, num primeiro momento, houve dois ganhadores: o próprio presidente Maurício Galiotte e a conselheira Leila Pereira.

E por quê? Com a alteração, Galiotte poderá concorrer à reeleição no fim deste ano e, se eleito, comandará o clube por mais três temporadas. Com isso, Leila Pereira, ao final do próximo mandato, já poderá concorrer à cadeira de presidente.

Mas, a votação entre no CD foi apertada: 143 a 79 e duas abstenções, em universo de 280 conselheiros. Esse aperto se deu porque, as mudanças só aconteceriam, se houvesse, pelo menos, 141 votos. Foi por pouco. Porém, essas vitórias estatutárias não significaram um apoio incondicional e irrestrito dentro do clube.

Conselheiros derrotados acham que o clube está sendo “comprado” pela patrocinadora e prometem iniciar um processo de oposição à Leila Pereira. Ainda não há um movimento claro, mas o clube deve enfrentar dias mais quentes em sua política interna.



MaisRecentes

Bittencourt é o primeiro presidente do Fluminense a apresentar dirigentes da base em Xerém



Continue Lendo

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo