Vereadores adiam votação sobre destombamento do Everest



O campo do Everest está no meio de uma guerra de especulação imobiliária. Crédito: LANCE!

Com Jonas Moura e Marcello Neves

A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro adiou mais uma vez, agora para a próxima quarta-feira, a votação que aconteceria nesta quinta-feira, para definir sobre o destombamento ou não do campo do clube Everest, em Inhaúma. Ele é protegido pela Lei Municipal 3372/02, do deputado federal Otavio Leite (PSDB), mas o prefeito Marcelo Crivella (PRB) pretende utilizar o terreno para a construção de prédios do Minha Casa Minha Vida, conforme promessa para a população da comunidade Parque Everest.

O grupo que defende a manutenção do campo, com apoio de astros como Zico, apresentou locais alternativos onde a prefeitura poderia erguer as moradias, mas Crivella, representado pelo vereador Jairinho (MDB), defende que o clube é que deve mudar de localização. O Everest tem um dos poucos campos com gramado natural do subúrbio.

Seus defensores alegam que não há espaço com as mesmas dimensões na cidade.

“Há uma divisão na casa. O clube tem 65 anos. Não concordo com a demolição. Não se pode acabar com os centros de esporte da cidade. Esporte é social”, defendeu o vereador Felipe Michel (PSDB).



MaisRecentes

Zagueiro Felipe Santana, ex-Atlético-MG, pode ir para o futebol alemão



Continue Lendo

Investimento milionário na Granja Comary incomoda dirigentes de clubes da Série A



Continue Lendo

Cargos de vice-presidentes têm gerado desconforto entre grupos políticos no Vasco



Continue Lendo