Caso ‘HD do Vasco’ é o motivo dos ataques ao presidente Alexandre Campello



A eleição do Vasco aconteceu em novembro do ano passado. Crédito: Reprodução/Internet

Desde o ano passado, uma batalha jurídica envolve o caso “HD do Vasco”. Dentro da sua memória, há dados relativos ao quadro de sócios do clube e tudo o que foi feito em relação à última eleição. Como o presidente cruz-maltino Alexandre Campello foi favorável a abertuda da “caixa-preta”, teve gente que ficou a perigo. Desde então, para manter o sigilo do HD, está sendo feita uma campanha para derrubar a atual administração e “delimitar as atuais investigações”. Qualquer semelhança não é mera coincidência com Brasília.

Celeridade ou morosidade?

A situação depende da Justiça, que tem completa autonomia no caso “HD”. Porém, se quem estiver no comando do clube não tiver interesse que o caso prossiga, poderá se utilizar dos infindáveis recursos protelatórios. Não tem sido o caso de Campello, neste exato momento do atual cenário político. Este fato, tem atormentado os seus antecessores.

A gota d’água

O ato que determinou o ataque em massa ao presidente vascaíno, foi a demissão de cinco funcionários que trabalhavam na secretaria do clube e do afastamento do chefe do setor do CPD, Sérgio Murilo Paranhos. Serginho, como é conhecido, é dirigente sindical e tem estabilidade temporária. Ele foi indiciado por falsidade ideológica e estelionato. Como todo funcionário, Serginho recebe ordens. Só as investigações do HD poderão dizer quem o ordenou,



MaisRecentes

Após confirmação de Valentim em 2019, goleiro Martín Silva deve sair do Vasco



Continue Lendo

Arena da Baixada recebe evento com forças da segurança pública do Paraná



Continue Lendo

Justiça determina que eleição no Volta Redonda tenha urna para sócios ‘sub judice’



Continue Lendo