Sem resposta do Vasco, advogado pede explicações ao Bayer Leverkusen



O atacante Paulinho foi vendido para o Bayer Leverkusen, da Alemanha. Crédito: Reprodução

Os detalhes do contrato da negociação do jovem atacante Paulinho para o Bayer Leverkusen, da Alemanha, continua despertando a curiosidade de muitos no Vasco. Esse assunto foi, inclusive, tema da coletiva de imprensa dos 13 vice-presidentes, na última segunda-feira, que deixaram a administração de Alexandre Campello.

Ontem, o presidente cruz-maltino falou sobre esse assunto e outros mais. Porém, há algumas semanas, o advogado Luiz Roberto Leven Siano escreveu uma carta à direção na tentativa de entender a negociação do atacante. Porém, essa carta sequer foi aceita pela secretaria do clube.

Leven Siano, então, resolveu ir até a outra ponta da negociação e escreveu outras duas cartas: uma para a Fifa e a outra para o Bayer Leverkusen, pedindo explicações sobre a transação. O advogado agora aguarda a resposta.

“Estou aguardando um posicionamento dessas entidades. A Fifa e CBF têm um programa de “compliance”, que preza pela transparência e pelas ações éticas” disse.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo