Dirigente do Internacional explica distorção de efeito contábil no clube



João Patrício Herrmann é vice-presidente do Internacional. Crédito: GaúchaZH

Em estudo recente, foi publicado que o Internacional deve mais de R$ 700 milhões. Números que fazem o vice-
presidente do Colorado explicar a atual situação financeira do clube. Para João Patrício Herrmann, o montante correto gira em torno dos R$ 250 milhões.

“A situação do Inter merece atenção, mas esses números que foram levantados não refletem a nossa realidade”.

Herrmann explica que cerca de R$ 350 milhões que aparecem nos balanços, são referentes ao investimento feito pela construtora Andrade Gutierrez na reforma do Beira Rio, para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Por uma questão contábil, esses valores entram como um passivo do clube.

O dirigente também afirmou que acha injusta a comparação de balanços financeiros entre clubes que possuem estádio com os que não possuem.

“O internacional tem despesas com o seu estádio. Não é correto fazer comparações com quem não tem esse patrimônio e precisa recorrer a estádios públicos ou alugados” explicou.



MaisRecentes

De saída do Corinthians, atacante Roger interessa a Botafogo e Vasco



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco criticam atuação de diretor de futebol



Continue Lendo

Árbitros da Ferj estão sem receber parte dos pagamentos



Continue Lendo