Conmebol aguarda estudo com prós e contras da final única na Libertadores



Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol (Foto: Divulgação)

As discussões sobre a adoção ou não de uma final única na Libertadores passam pela espera do resultado de um estudo feito por uma empresa contratada pela Conmebol para analisar os prós e os contras da medida na principal competição de clubes da América do Sul.

Os membros do Conselho da entidade, que inclusive se reúnem nesta terça-feira, em Assunção, na véspera do sorteio da Libertadores, estão debatendo periodicamente o assunto. Mas já está certo que, para 2018, os dois jogos na decisão estão mantidos. Ou seja, uma eventual aprovação só teria efeito a partir de 2019. Não há unanimidade no Conselho da Conmebol sobre o assunto final única. Mas o presidente Alejandro Domínguez é um dos defensores da ideia.



MaisRecentes

Grupos políticos do Vasco pedem fim de gasto extra em viagens



Continue Lendo

Rubens Lopes, presidente da Ferj, vê problema em fluxo de pagamento de cotas de TV aos clubes



Continue Lendo

Sem ser relacionado, Deyverson deve conversar com Mano Menezes



Continue Lendo