Ideia de biometria em setor de organizadas não entra em regulamento da CBF



Ficou parada no tempo a ideia discutida dois meses atrás entre a CBF e a procuradoria-geral do STJD de determinar que os clubes apontassem um local fixo para as torcidas organizadas e que esse espaço tivesse controle biométrico. A proposta visava à inclusão do dispositivo no Regulamento Geral de Competição de 2018, mas a causa não andou. Quem estava envolvido no processo citou a burocracia e a falta de tempo para debater melhor a questão. O regulamento foi publicado em 30 de novembro.



MaisRecentes

Dentista explica que assimetria facial pode deixar atletas sujeitos a lesões



Continue Lendo

Paris Saint-Germain (FRA) fará ação social na favela da Rocinha



Continue Lendo

Árbitros Fifa do Rio de Janeiro alcançam as maiores notas nos testes teóricos



Continue Lendo