Uso de Medida Provisória é estratégia para derrubar de vez a exigência de CND



Diante da dificuldade de avanço na Câmara o Projeto de Lei que tem como objetivo alterar a Lei Pelé e desfazer um item inserido pelo Profut – a obrigatoriedade de apresentação de Certidão Negativa de Débito (CND) como critério técnico para participação nas competições –, o deputado federal Vicente Cândido (PT-SP), um autores do texto, já tem uma estratégia traçada. Mesmo com a exigência de CND suspensa graças a uma liminar do STF, a ideia é inserir o conteúdo do Projeto de Lei em uma Medida Provisória.

Vicente Cândido, que também é diretor de assuntos internacionais da CBF, vai em busca de alguma MP que relacionada à área tributária. “Não dá para ser matéria estranha. Para votar um projeto novo, pela urgência, não vai dar. É possível colocar no começo da MP, e aí tem 90 dias de vida, ou lá no final, no relatório”, explicou o dirigente/parlamentar. A tentativa é tentar executar o plano em 2018, já que o ano corrente já está quase encerrado.



  • Jorge Guerreiro

    Isso é privilegiar caloteiros. Empresas não prestam serviço público sem CND, entidades não captam patrocínios sem CND.

  • gabriel veloso

    VOCÊ QUE ESTÁ CANSADO DE TER POUCA PROGRAMAÇÃO DE TVV ASSSINATURA E NÃO CONCORDA COM OS VALORES COBRADOS
    FAÇO LIBERAÇÃO E DIMINUÍMOS O VALOR DA CONTA
    PARA TODO BRASIL
    WHATZSAP 11 958694345.

  • Denis

    Tem que obrigar os clubes a apresentar a CND sim, isso se chama transparência!

MaisRecentes

Del Nero estava em reunião quando soube de suspensão. E não pode pisar na CBF



Continue Lendo

Ideia de biometria em setor de organizadas não entra em regulamento da CBF



Continue Lendo

Licitação dará destino a direitos da Copa América que eram da Datisa



Continue Lendo