Flamengo mantém conversas com a Prefeitura para ‘salvar’ terreno para estádio



O Flamengo já teve pelo menos três reuniões com a Prefeitura do Rio para tentar traçar uma solução junto à concessionária Ecoponte e evitar a inviabilização do projeto do estádio no terreno da Avenida Brasil. É que está prevista a construção no local de um acesso viário entre a Ponte Rio-Niterói e a Linha Vermelha. O vice de patrimônio do Fla, Alexandre Wrobel, entende que a questão “é possível de ser resolvida”. A previsão é que um parecer do clube sobre o terreno se dê em meados de dezembro.

Morro da Viúva

Por falar nos projetos de patrimônio do Flamengo, está agendada para o dia 11 de dezembro a próxima reunião do Conselho Deliberativo, na qual será colocada em votação a venda do prédio do Morro da Viúva. O encontro passado não teve quórum e, portanto, a questão não foi apreciada. A liberação da venda é crucial para avanço nas obras do Ninho do Urubu. Os recursos serão usados na próxima fase de ampliação do local, mas, enquanto a verba do Morro da Viúva não vier, a entrada da empresa vencedora da concorrência para realizar o serviço fica congelada.

Se não houver quórum no dia 11, o cronograma de obras será afetado. Esse “sumiço” de conselheiros em uma reunião com pauta importante é um sinal claro (interpretado por situação e oposição) da perda de força política da gestão atual, gerada pelo momento conturbado no futebol.



MaisRecentes

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo

Botafogo-SP cobra isonomia em promoção no confronto contra o Mirassol-SP



Continue Lendo