Final única da Libertadores? Se a Conmebol aprovar, será só a partir 2019



Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol (Foto: Divulgação)

A Conmebol ainda não tomou uma decisão definitiva sobre a final única da Libertadores, mas nas reuniões internas da entidade a hipótese de realizar a decisão em um novo formato não é tratada como um cenário viável para 2018. Ou seja, seja lá qual for a decisão, ela será referente ao período a partir de 2019 – pelo entendimento atual. O assunto foi um dos itens debatidos na segunda-feira, durante reunião do Conselho da Conmebol, no Equador. Novo encontro se dará no sorteio da Libertadores, em 20 de dezembro.

O assunto está avançando aos poucos, mas a unanimidade de pensamento está longe dentro do Conselho da Conmebol. O presidente Alejandro Domínguez é defensor da ideia (tanto que há uma data reservada no calendário de 2018, caso haja uma reviravolta). Os dirigentes, diante disso, não querem tomar uma decisão de forma afobada. Os questionamentos entre os cartolas à final única passam pelo fator cultural e financeiro.

Por falar nas competições de clubes, os regulamentos das próximas edições da Libertadores e da Sul-Americana foi aprovado na mesma reunião do Conselho em solo equatoriano.



MaisRecentes

De saída do Corinthians, atacante Roger interessa a Botafogo e Vasco



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco criticam atuação de diretor de futebol



Continue Lendo

Árbitros da Ferj estão sem receber parte dos pagamentos



Continue Lendo