Daronco leva ‘chamada’ após pênalti mal marcado, mas segue com moral na CBF



Anderson Daronco (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Mesmo com o erro clamoroso no jogo entre Coritiba e São Paulo, quando validou um pênalti ao ver toque de mão do jogador errado, o árbitro Anderson Daronco (Fifa-RS) continua com moral na CBF. A frase do Coronel Marinho, presidente da comissão de arbitragem, é que o gaúcho tem “mais créditos do que débitos”.

A coluna apurou que a equipe que atuou no jogo foi chamada a atenção, mas não vai para a “geladeira”. O sorteio de árbitros para a última rodada da Série A será amanhã e hoje haverá definição dos participantes.

A equipe de arbitragem liderada por Daronco viu mão de Edmar, do São Paulo, em uma jogada que, na verdade, o toque foi feito por Tiago Real, do Coritiba. O pênalti foi marcado após o árbitro consultar tanto o assistente atrás do gol quanto o bandeirinha.

Pelo que foi relatado à comissão de arbitragem e apurado pela De Prima, o adicional inicialmente teve a impressão de que a bola tinha batido na mão do atacante (como de fato ocorreu), mas perdeu a convicção quando Daronco falou “para mim, foi pênalti” logo de cara.



MaisRecentes

Dentista explica que assimetria facial pode deixar atletas sujeitos a lesões



Continue Lendo

Paris Saint-Germain (FRA) fará ação social na favela da Rocinha



Continue Lendo

Árbitros Fifa do Rio de Janeiro alcançam as maiores notas nos testes teóricos



Continue Lendo