Candidato da oposição critica postura do Santos com Levir, mas nega torcida contra



José Carlos Peres (Foto: Reprodução)

Um dos opositores a Modesto Roma na corrida presidencial do Santos, José Carlos Peres não poupou críticas à atual gestão por causa da condução da situação do técnico Levir Culpi. Além de enxergar “falta de cuidado com a comunicação institucional”, Peres entende que a demissão “sugere ao menos que não se sabia o que estava se fazendo no momento da contratação”.

Se for eleito, Peres não defende a permanência de Elano à frente da equipe principal: “Teremos um treinador com mais experiência”, disse ele, ressaltando que vê potencial no ex-meia do Peixe, mas uma efetivação futura se condicionaria a “aprendizado e maturação”.

Por fim, o candidato santista tratou como “sem o mínimo” de sentido o questionamento feito pela coluna se a oposição torce pelo fracasso do time em troca de força política na eleição. “Nossa torcida é voltada para o êxito. Antes de mais nada somos torcedores, além do que é importantíssimo que o time esteja na Libertadores e, se Deus quiser, campeão para um melhor planejamento a partir de 2018”, finalizou.

Neste sábado, a chapa de José Carlos Peres e Orlando Rollo inaugura o Comitê II, perto da Vila Belmiro.



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo