Possível ‘liga mundial’ de seleções mexe com bastidores da Fifa



Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A possível criação de uma espécie de Liga Mundial de seleções – um projeto que ampliaria a já definida Liga das Nações da Uefa – é o assunto palpitante nas reuniões recentes dos dirigentes do alto escalão do futebol mundial na Fifa. A ideia que já sera implantada pelos europeus após a Copa do Mundo é usar as datas de amistosos para disputar uma competição, com direito a separação dos países por divisões.

A questão é que há uma aproximação da Uefa com a Ásia em busca de patrocínios e, por consequência, uma atratividade para que as seleções do continente embarquem no projeto. Com dinheiro envolvido, o interesse cresce.

Na balança da aprovação da Fifa ao projeto está o argumento de que uma competição com as seleções de todos os continentes tiraria valor – financeiro e político – da Copa do Mundo, cujo aumento de participantes já foi aprovado.

Inicialmente, sul-americanos torceram o nariz para a Liga das Nações e batem na tecla de que a proposta geraria um isolamento dos europeus e impediria a disputa de amistosos no ciclo até a Copa. Mas essa negativa já foi mais incisiva, já que surgiu a possibilidade da liga mundial. Mais debates vão ocorrer sobre o assunto.



MaisRecentes

Grupos políticos do Vasco pedem fim de gasto extra em viagens



Continue Lendo

Rubens Lopes, presidente da Ferj, vê problema em fluxo de pagamento de cotas de TV aos clubes



Continue Lendo

Sem ser relacionado, Deyverson deve conversar com Mano Menezes



Continue Lendo