Possível ‘liga mundial’ de seleções mexe com bastidores da Fifa



Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A possível criação de uma espécie de Liga Mundial de seleções – um projeto que ampliaria a já definida Liga das Nações da Uefa – é o assunto palpitante nas reuniões recentes dos dirigentes do alto escalão do futebol mundial na Fifa. A ideia que já sera implantada pelos europeus após a Copa do Mundo é usar as datas de amistosos para disputar uma competição, com direito a separação dos países por divisões.

A questão é que há uma aproximação da Uefa com a Ásia em busca de patrocínios e, por consequência, uma atratividade para que as seleções do continente embarquem no projeto. Com dinheiro envolvido, o interesse cresce.

Na balança da aprovação da Fifa ao projeto está o argumento de que uma competição com as seleções de todos os continentes tiraria valor – financeiro e político – da Copa do Mundo, cujo aumento de participantes já foi aprovado.

Inicialmente, sul-americanos torceram o nariz para a Liga das Nações e batem na tecla de que a proposta geraria um isolamento dos europeus e impediria a disputa de amistosos no ciclo até a Copa. Mas essa negativa já foi mais incisiva, já que surgiu a possibilidade da liga mundial. Mais debates vão ocorrer sobre o assunto.



MaisRecentes

Gestão de associação coloca clubes de Santa Catarina na vanguarda do futebol



Continue Lendo

Internet e canais de filmes podem transmitir jogos do Brasileirão a partir de 2019



Continue Lendo

Zagueiro Igor Rabello pode deixar o Botafogo e se transferir para a Itália



Continue Lendo