Após licitação, Conmebol foca em solução para contrato da Copa América



Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol (Foto: Divulgação)

Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol (Foto: Divulgação)

Concluído o processo de licitação para definir a agência que cuidará da venda dos direitos das competições continentais de clubes entre 2019 e 2022, a Conmebol prometeu durante reunião do Conselho da entidade, ontem, que irá se debruçar de forma mais intensa em outro tema delicado: a resolução dos contratos de transmissão da Copa América, ainda em vigor com a Datisa, empresa afundada no escândalo de propina que estremeceu o futebol mundial. A expectativa é ter alguma posição em 15 dias.

A resolução desse problema está diretamente ligado aos rumos da Copa América-2019, no Brasil. Havia a expectativa de aprovação do organograma do comitê organizador da competição, mas essa definição fica em compasso de espera. O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, espera dar uma resposta aos dirigentes brasileiros por ocasião da partida entre Brasil e Chile, em São Paulo, na última rodada das Eliminatórias. Domínguez acompanhará o jogo in loco.


MaisRecentes

Del Nero estava em reunião quando soube de suspensão. E não pode pisar na CBF



Continue Lendo

Ideia de biometria em setor de organizadas não entra em regulamento da CBF



Continue Lendo

Licitação dará destino a direitos da Copa América que eram da Datisa



Continue Lendo