CBF e Fifa entram em acordo por alternativa na gestão do legado da Copa



Gianni Infantino recebeu dirigentes da CBF na Fifa (Foto: Kim Saito/CBF)

Gianni Infantino recebeu dirigentes da CBF na Fifa (Foto: Kim Saito/CBF)

A CBF teve nesta quinta-feira uma jornada de reuniões na Fifa na qual o assunto legado da Copa do Mundo foi o principal. A entidade brasileira entrou em acordo para que se concretize a criação de um órgão, em conjunto da Fifa, especificamente para gerir os projetos do legado do Mundial, estacionados desde que a Fifa suspendeu o repasse da verba – ao todo, US$ 100 milhões – por causa da desconfiança na gestão brasileira.

Com o novo organismo que será criado, o dinheiro não passará diretamente pela CBF. Será uma espécie de apêndice, com participação de Zurique na tomada de decisão. A estrutura conjunta foi uma ideia que já estava sendo ventilada e foi confirmada nesta quinta. Outros repasses financeiros vindos da Fifa – não só o legado – estavam suspensos. Agora, o fluxo será retomado.

Desta forma, a CBF espera que os trabalhos do legado sejam retomados ainda em 2017. Oficialmente, o anúncio de cronograma e forma exata do órgão ainda será anunciado no futuro.

A CBF valorizou muito o desfecho da história na Fifa por enxergar uma mudança de postura na entidade. Para tal, o gestora do futebol brasileiro precisou levar à Europa provas de que passou a adotar uma política de gestão dentro dos padrões de integridade. Até por isso o diretor de compliance da CBF, André Mengale, acompanhou o diretor executivo de gestão, Rogério Caboclo, e um dos vice-presidentes, Fernando Sarney, na reunião.



MaisRecentes

Árbitros da Ferj estão sem receber parte dos pagamentos



Continue Lendo

Fora de São Paulo, Paraná lidera número de visitantes na Arena Corinthians



Continue Lendo

Marca ‘Flamengo’ recebe selo de ‘Alto Renome’ e ganha proteção no mercado



Continue Lendo