Seleção tem terceira maior renda das Eliminatórias, mas Arena do Grêmio não enche



Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Muitas cadeiras azuis estavam lá vazias. O estádio não foi tão pulsante, foram 36.869 pagantes, mas o bolso da CBF encheu ao ponto de o jogo entre Brasil e Equador, desta quinta-feira, gerar a terceira melhor renda obtida nos jogos da Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa-2018. A arrecadação bateu R$ 7,8 milhões, deixando para trás outras cinco partidas.

Ao todo, a receita bruta da Seleção nos oito jogos como mandante está quase em R$ 55 milhões (R$ 54,9 milhões). Em média, cerca de R$ 6,8 milhões foram arrecadados por partida.

O Brasil ainda tem mais um jogo como mandante: será no Allianz Parque, em 10 de outubro, contra o Chile. Foi em São Paulo que a CBF teve a segunda maior renda, mas o jogo contra o Paraguai ocorreu na Arena Corinthians. De qualquer forma,  a projeção é de ingressos caros e mais grana no bolso.

RECEITA BRUTA NOS JOGOS DO BRASIL PELAS ELIMINATÓRIAS

Renda Local
Brasil 3 x 0 Argentina R$12.726.250,00 Mineirão
Brasil 3 x 0 Paraguai R$12.323.925,00 Arena Corinthians
Brasil 2 x 0 Equador R$7.886.450,00 Arena do Grêmio
Brasil 2 x 1 Colômbia R$5.840.500,50 Arena Amazônia
Brasil 2 x 2 Uruguai R$4.961.890,00 Arena Pernambuco
Brasil 5 x 0 Bolívia R$4.307.145,00 Arena das Dunas
Brasil 3 x 0 Peru R$4.186.790,00 Arena Fonte Nova
Brasil 3 x 1 Venezuela R$2.722.220,00 Castelão
Total R$54.955.170,50
Média R$6.869.396,31


MaisRecentes

Orçamento de 2018 está sob análise dos conselhos do Flamengo



Continue Lendo

Placar das finanças: Corinthians batalha para fechar 2017 perto do ‘0 a 0’



Continue Lendo

Curso de treinador sem chancela de Conmebol e Fifa liga sinal de alerta



Continue Lendo