Grêmio admite vantagem por descansar mais que o Botafogo antes da Libertadores



O Botafogo bate o pé porque o Grêmio ganhou mais um dia de descanso para o confronto pela Libertadores, vantagem reconhecida pelo presidente gremista, Romildo Bolzan. “É um dia a mais, mas não foi por situação provocada por nós. Recebi o ofício. Não houve atestado de segurança”, disse Bolzan, relatando ainda que conversou em Porto Alegre com o diretor de competições da CBF, Manoel Flores.

A antecipação em um dia do Vasco x Grêmio pelo Brasileirão, que gerou mobilização coordenada das diretorias vascaína e botafoguense contra a CBF, foi motivada por um ofício que a Polícia Militar enviou à entidade, via Ferj. A PM disse que, pelo fato de Botafogo x Flamengo estar marcado para o mesmo dia 10 de setembro em que o Cruz-Maltino receberia o time gaúcho, não haveria condições de garantir a segurança, mesmo com o jogo do Vasco sendo com portões fechados.

Alterar o clássico entre Botafogo e Flamengo ficou totalmente fora de questão, já que o Rubro-Negro joga na quinta anterior pela final da Copa do Brasil. Sobre o Vasco x Grêmio, a Ferj pediu ontem mesmo que o confronto fosse confirmado em São Januário, desinterditado.



MaisRecentes

Grupos políticos do Vasco pedem fim de gasto extra em viagens



Continue Lendo

Rubens Lopes, presidente da Ferj, vê problema em fluxo de pagamento de cotas de TV aos clubes



Continue Lendo

Sem ser relacionado, Deyverson deve conversar com Mano Menezes



Continue Lendo