Flamengo passará dos R$ 600 milhões em receitas, diz presidente



O Flamengo caminha para ser o clube de maior receita do futebol brasileiro pelo quarto ano consecutivo. Segundo o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, o faturamento nesta temporada passará dos R$ 600 milhões, um crescimento considerável em relação aos R$ 510 milhões de 2016 (cerca de 18%). A projeção do dirigente ocorreu durante participação no Congresso de Gestão do Futebol (Congrefut), realizado na FEA-USP, em São Paulo.

Neste ano, destaca-se no aumento das receitas do Flamengo a venda do jovem atacante Vinícius Júnior para o Real Madrid, que rendeu aos cofres do clube cerca de R$ 164 milhões – na temporada passada foram apenas R$ 3 milhões. Por outro lado, os valores recebidos em 2017 com direitos de TV serão menores que os de 2016 já que no ano passado o Flamengo recebeu mais de R$ 100 milhões de luvas pelo acordo com a Globo.

Com a alta nas receitas, o clube também projeta reduzir boa parte de sua dívida total, que ao fim da temporada passada era de R$ 427 milhões. Segundo Bandeira de Mello, o valor deve cair para cerca de R$ 340 milhões. “O fantasma da dívida do Flamengo está deixando de existir”, comentou o dirigente no evento, ao lembrar que o rombo financeiro era de R$ 750 milhões quando assumiu o clube, em dezembro de 2012.



MaisRecentes

Dirigentes do Volta Redonda tentam explicar mistério sobre direitos de Marrony



Continue Lendo

FERJ e Corpo de Bombeiros estudam criar padronização na vistoria dos estádios



Continue Lendo

Piloto Átila Abreu, da Shell V-Power, tem novo patrocinador para a ‘Corrida do Milhão’



Continue Lendo