Celso de Mello será o relator de inquérito contra Del Nero, Ricardo Teixeira e Marin



O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, será o relator das investigações que apuram irregularidades nas atividades da CBF que podem incriminar o atual presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, o ex-mandatários Ricardo Teixeira e José Maria Marin, e mais quatro dirigentes e empresários ligados à Confederação.

O inquérito aberto na 5ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro teve como base o relatório paralelo apresentado pelos senadores Romário (Podemos-RJ) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) na CPI do Futebol, que investigou as atividades da CBF e do Comitê Organizador Local da Copa (COL).

O caso chegou ao STF na última segunda-feira, dia 31, e as investigações vão apurar crimes contra a ordem tributária, contra o sistema financeiro nacional, formação de quadrilha, estelionato, falsidade ideológica e eleitoral, e lavagem de dinheiro.

Além de Del Nero, Teixeira e Marin, também são investigados o deputado federal e vice-presidente da CBF, Marcus Vicente (PP-ES), o ex-presidente da Federação Alagoana de Futebol e vice da CBF, Gustavo Feijó, o ex-diretor financeiro da entidade, Antônio Osório Lopes da Costa, o advogado e ex-diretor jurídico da CBF, Carlos Eugênio Lopes, e os empresários José Hawilla e Kleber Leite.



MaisRecentes

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo

Na Seleção, preferência para sorteio da Copa é estrear mais tarde



Continue Lendo