Percepção no Maracanã é que nova licitação só sai após eleição



Maracanã (Foto: Staff Images)

Maracanã (Foto: Staff Images)

A demora por parte governo do Rio para colocar na rua o novo edital de concessão no Maracanã já fez surgir uma percepção de quem trabalha no estádio do risco crescente de que a licitação só aconteça depois da troca de poder no Palácio Guanabara, em decorrência da eleição de 2018. A Casa Civil é a secretaria que lidera o assunto. Integrantes do governo, no entanto, dizem aguardar o desfecho do processo de arbitragem que corre na Câmara da FGV para encerramento do contrato com a concessionária.

Na FGV, os árbitros estão em processo de solicitar documentação às partes para posteriormente marcar audiências. Paralelamente, a concessionária, encabeçada pela Odebrecht, troca ideia com o secretário da Casa Civil, Christino Áureo, e se mostra disposta a uma saída amigável.

———

A CBF mandou para o acervo que fica exposto no Maracanã uma das camisas usadas na campanha da Rio-2016. A administração do tour do estádio estava em busca de uma peça da conquista, mas via dificuldades porque o uniforme – sem o escudo da CBF e com a bandeira do Brasil – sequer foi à venda. O Tour do Maracanã e o Museu da CBF fecharam parceria que envolve descontos no ingresso para quem tiver visitado o estádio antes de ir à sede da entidade.



MaisRecentes

Governo admite que errou em MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Sem resposta de Zé Ricardo, Milton Mendes entra no radar do Botafogo



Continue Lendo

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo