Lagardère tentou reunião com Ministério do Esporte, mas até hoje não conseguiu



A Lagardère tentou uma reunião com o ministro do Esporte para apresentar planos para uma possível gestão do Parque Olímpico, mas até hoje não conseguiu. A empresa francesa tentou um “meio-campo” com Luiz Lima, que recentemente deixou a secretaria de Alto Rendimento, só que o contato não andou. Atualmente, a aposta do Ministério do Esporte é na inclusão do Parque Olímpico no Programa de Parcerias para Investimentos (PPI), do BNDES.

A expectativa da pasta é que o conselho do PPI aprove a entrada do local de competição da Rio-2016. Ao mesmo tempo, o Ministério está trocando figurinha com o BNDES para a assinatura do contrato com o intuito de que sejam formulados um estudo de viabilidade e a formatação do modelo de concessão. O planejamento é passar a estrutura à iniciativa privada em dezembro de 2018.



MaisRecentes

Evento em Paris vai debater questão do clube-empresa no futebol brasileiro



Continue Lendo

Grupos políticos do Vasco pedem fim de gasto extra em viagens



Continue Lendo

Rubens Lopes, presidente da Ferj, vê problema em fluxo de pagamento de cotas de TV aos clubes



Continue Lendo