Lagardère tentou reunião com Ministério do Esporte, mas até hoje não conseguiu



A Lagardère tentou uma reunião com o ministro do Esporte para apresentar planos para uma possível gestão do Parque Olímpico, mas até hoje não conseguiu. A empresa francesa tentou um “meio-campo” com Luiz Lima, que recentemente deixou a secretaria de Alto Rendimento, só que o contato não andou. Atualmente, a aposta do Ministério do Esporte é na inclusão do Parque Olímpico no Programa de Parcerias para Investimentos (PPI), do BNDES.

A expectativa da pasta é que o conselho do PPI aprove a entrada do local de competição da Rio-2016. Ao mesmo tempo, o Ministério está trocando figurinha com o BNDES para a assinatura do contrato com o intuito de que sejam formulados um estudo de viabilidade e a formatação do modelo de concessão. O planejamento é passar a estrutura à iniciativa privada em dezembro de 2018.



MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo