Caravanas de torcidas poderão ter motorista ‘dedo-duro’



Os motoristas de ônibus que estiverem dirigindo um veículo com torcedores de futebol terão que fazer uma lista com o nome e RG dos passageiros e relatar os incidentes ocorridos durante as viagens de ida e volta para o estádio. Essa é a proposta do deputado Rômulo Gouveia (PSD-PB) que será analisada nesta semana pela Comissão do Esporte da Câmara.

O requerimento apresentado pelo parlamentar acrescenta um novo artigo ao Estatuto do Torcedor (lei número 10.671/03) que estabelece “a obrigatoriedade de preenchimento de relatório de viagem, por parte do motorista do veículo coletivo de transporte de torcedores para atividades desportivas”. A proposta ainda dá 24 horas para o motorista entregar o relatório preenchido em um órgão policial.

A proposta, entretanto, deve sofrer alterações. O receio é que a responsabilidade dada ao motorista pode colocá-lo contra os torcedores.

– Tive algumas reuniões sobre esse tema pois o projeto, embora compreensível, carece de algumas ressalvas – comentou à coluna o deputado Fábio Mitidieri (PSD-SE), relator do projeto de lei.



MaisRecentes

Gestão de associação coloca clubes de Santa Catarina na vanguarda do futebol



Continue Lendo

Internet e canais de filmes podem transmitir jogos do Brasileirão a partir de 2019



Continue Lendo

Zagueiro Igor Rabello pode deixar o Botafogo e se transferir para a Itália



Continue Lendo