Caravanas de torcidas poderão ter motorista ‘dedo-duro’



Os motoristas de ônibus que estiverem dirigindo um veículo com torcedores de futebol terão que fazer uma lista com o nome e RG dos passageiros e relatar os incidentes ocorridos durante as viagens de ida e volta para o estádio. Essa é a proposta do deputado Rômulo Gouveia (PSD-PB) que será analisada nesta semana pela Comissão do Esporte da Câmara.

O requerimento apresentado pelo parlamentar acrescenta um novo artigo ao Estatuto do Torcedor (lei número 10.671/03) que estabelece “a obrigatoriedade de preenchimento de relatório de viagem, por parte do motorista do veículo coletivo de transporte de torcedores para atividades desportivas”. A proposta ainda dá 24 horas para o motorista entregar o relatório preenchido em um órgão policial.

A proposta, entretanto, deve sofrer alterações. O receio é que a responsabilidade dada ao motorista pode colocá-lo contra os torcedores.

– Tive algumas reuniões sobre esse tema pois o projeto, embora compreensível, carece de algumas ressalvas – comentou à coluna o deputado Fábio Mitidieri (PSD-SE), relator do projeto de lei.



MaisRecentes

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo