Avanço da Copa América-2019 depende de ‘desenrolo’ da Conmebol com a Globo



O avanço na montagem da equipe que vai atuar no Comitê Organizador da Copa América-2019 só acontecerá à medida em que a Conmebol consiga resolver um certo impasse com a Globo a respeito dos direitos de TV da competição. A Conmebol contava com uma arrecadação substancial com a venda dos direitos, mas a gestão atual foi “surpreendida” com a notificação da emissora sobre a existência do contrato assinado na era Nicolás Leoz, cuja cópia não existia mais na sede em Assunção.

A questão dos direitos de transmissão é relevante porque impacta de forma significativa nas receitas da competição, no orçamento para gastar e no montante que as seleções participantes vão receber. Mas já se sabe que o comando do Comitê Organizador será de Rogério Caboclo, diretor executivo de gestão da CBF. Ricardo Trade, que foi CEO do COL da Copa-2014 e também é CEO da Confederação Brasileira de Vôlei, também foi chamado para participar.



MaisRecentes

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo

Botafogo deixa a Libertadores com R$ 13,4 milhões pela participação



Continue Lendo

Empresa explica saída do Brasil do Tour da Taça da Copa do Mundo



Continue Lendo