Mudanças no Profut são tema de reunião em Brasília



Uma reunião na manhã desta quarta-feira, em Brasília, debateu mudanças no texto do Profut por conta das dificuldades que clubes de menor porte têm tido para se enquadrar nas exigências da lei. Estiveram presentes no encontro o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o diretor executivo de gestão da CBF, Rogério Caboclo, além de representantes de clubes e vários deputados, como o presidente da Comissão de Esporte da Câmara, Ezequiel Teixeira (PTN-RJ).

O principal problema enfrentado por clubes menores é o de estar em dia com as exigências fiscais junto à União e obter a Certidão Negativa de Débitos (CND), requisito incluído no Profut para poder disputar as competições.

– (No encontro) se tentou pactuar uma saída para esse problema que não será tão fácil para resolução pois foi uma conquista do futebol brasileiro – afirmou o deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA), um dos presentes na reunião.

Entre as mudanças sugeridas entre os presentes estão uma maior flexibilização no prazo para os clubes se enquadrarem em relação às contrapartidas e até mesmo anistiar as entidades que não conseguirem cumprir com as exigências da nova legislação.

– Se alguns clubes não conseguirão, acho que temos que tentar flexibilizar o prazo mas não no sentido, como alguns querem, de revogar ou anistiar. Porque aí vai penalizar aqueles que se esforçaram – completou Jordy.



MaisRecentes

Paris Saint-Germain faz doação para projeto esportivo na favela da Rocinha-RJ



Continue Lendo

Torcedores esgotam ingressos VIP para ver a seleção brasileira de rugby contra os “All Blacks Maori”



Continue Lendo

Dentista explica que assimetria facial pode deixar atletas sujeitos a lesões



Continue Lendo