Demora da Fifa pôs em risco teste de árbitro de vídeo no futebol brasileiro



A utilização do árbitro de vídeo na final do Pernambucano, na semana passada, por pouco não foi possível por falta de aval da Fifa. A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) e a CBF haviam solicitado a autorização no final de 2016 visando o uso da tecnologia durante o torneio. A ideia era realizar os testes não só na final como também nos principais jogos, como nos clássicos Sem resposta, as entidades tiveram que refazer a solicitação junto à Fifa no início deste ano e receberam o aval para usar a nova tecnologia apenas no final de abril.

O presidente da FPF, Evandro Carvalho, é um dos maiores defensores da implementação da tecnologia no futebol brasileiro e seu projeto inicial era de ter usado o árbitro de vídeo já no Estadual do ano passado. A iniciativa do dirigente foi elogiada por Sérgio Corrêa, ex-presidente da Comissão de Arbitragem da CBF e responsável na entidade por introduzir o sistema no futebol brasileiro.

– De maneira corajosa ele arregaçou as mangas e disse: “Eu vou fazer” – afirmou Corrêa em entrevista ao site da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf).



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo