Brasil quer sediar as finais da Copa Davis



O Brasil pretende sediar as finais da Copa Davis já que a Federação Internacional de Tênis (ITF) deve passar a realizar o confronto decisivo da tradicional competição entre países em um local definido antecipadamente. No início de julho, o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, irá à Inglaterra para se reunir com o presidente da ITF, David Haggerty, para apresentar a intenção do país em receber as finais da Copa Davis.

O plano do Ministério do Esporte é realizar o confronto no Centro Olímpico de Tênis, um dos equipamentos esportivos do Parque Olímpico da Barra que está sob gestão da Autoridade de Governança do Legado Olímpico (Aglo), autarquia vinculada à pasta de esporte do governo.

– Parece que nas próximas edições serão assim (local definido antecipadamente) e falaremos da possibilidade das finais da Copa Davis serem no Brasil e da utilização do Centro Olímpico de Tênis – comentou Picciani à coluna.

A viagem à Inglaterra para a reunião com o presidente da ITF ocorrerá entre os dias 9 e 16 de julho, período em que ocorrerá o tradicional torneio de tênis de Wimbledon, em Londres. O ministro do Esporte irá acompanhado de dois assessores do Ministério do Esporte, que aproveitarão a viagem para realizar “visitas técnicas às instalações” de Wimbledon.

Disputada entre países, a Copa Davis é a maior competição mundial por equipes de tênis sendo disputada há mais de 100 anos. No regulamento atual, todas as fases (incluindo a final) são disputadas em um dos países do confronto. O melhor resultado do Brasil na competição foi chegar às semifinais nos anos de 1966, 1971, 1992 e 2000.



MaisRecentes

Eurico exalta árbitro de vídeo no Brasileiro: ‘Antes tarde do que nunca’



Continue Lendo

Del Nero exige que Brasileirão tenha árbitro de vídeo na próxima rodada



Continue Lendo

Vice do Flamengo fala sobre estádio e garante: ‘Não vamos fazer loucuras’



Continue Lendo