Odebrecht cita benfeitorias para reduzir dívida de R$ 250 milhões na Arena Corinthians



A Odebrecht tem citado uma série de benfeitorias que não estariam no projeto inicial da Arena Corinthians para tentar reduzir uma dívida de R$ 250 milhões em obras não realizadas no estádio – valor é apontado em auditoria feita na Arena pelo escritório Claudio Cunha Engenharia Consultiva. Entre as compensações apontadas pela construtora estão desde a instalação de ar-condicionados a um sistema de evacuação de fumaça em caso de incêndios no estádio corintiano.

O contra-argumento da Odebrecht em relação às obras não realizadas na Arena Corinthians foi a posição dada pela construtora aos membros da comissão criada pelo Conselho Deliberativo do clube para apurar irregularidades no estádio. O grupo de trabalho está em fase final de elaboração do relatório que será entregue para ser analisado pelos conselheiros.

Um dos membros da comissão criada pelo Conselho do Corinthians descreve como “farto” o material que foi colhido após ouvir todos os envolvidos na construção do estádio corintiano. E que o desafio nesta etapa de conclusão dos trabalhos é de elaborar um relatório que não seja muito extenso para ser analisado com mais facilidade pelos conselheiros.



MaisRecentes

Decisão da Justiça libera construção no terreno do clube Everest



Continue Lendo

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo