Dificuldade para pagar Profut pode atingir 80% dos clubes



Um levantamento do Itaú BBA aponta que 80% dos 26 principais clubes do país podem ter dificuldades para pagar suas parcelas do Profut a partir de 2020, ano que se encerram os descontos no pagamento mensal do programa de refinanciamento de dívidas fiscais. Para a análise, o banco considerou a média nos últimos três anos dos recursos em caixa para projetar quanto os clubes teriam para pagar as parcelas.

No levantamento do Itaú BBA, apenas cinco clubes tiveram menos de 50% (índice considerado “aceitável” pelo banco) de seus recursos em caixa “abocanhados” pelo Profut: Chapecoense, Flamengo, Goiás, Sport e Vitória. “Muitos clubes terão dificuldade de fechar essa conta”, comentou César Grafietti, superintendente de crédito do Itaú BBA e coordenador do estudo.

Por conta das dificuldades em pagar as parcelas do Profut nos próximos anos, há dirigentes de clubes que têm defendido mudanças no programa para aliviar o valor a ser pago mensalmente. O movimento fez o presidente da Autoridade Pública de Governança do Futebol (Apfut), Luiz André Mello negar qualquer possibilidade de se criar um “Profut 2” em debate sobre o programa durante evento em São Paulo, no mês passado.



MaisRecentes

Dentista explica que assimetria facial pode deixar atletas sujeitos a lesões



Continue Lendo

Paris Saint-Germain (FRA) fará ação social na favela da Rocinha



Continue Lendo

Árbitros Fifa do Rio de Janeiro alcançam as maiores notas nos testes teóricos



Continue Lendo