Avaí queria ouvir até narrador da Globo no STJD sobre interferência, mas desistiu



***Atualizada Às 22h45

“Ih, rapaz. Vai consultar (a) gente de novo. Vai consultar (a) gente de novo. É uma demora, uma eternidade. (…) Ih, não é pênalti não! Desmarcou o pênalti!”.

Esses termos usados pelo narrador Luis Roberto, como o Avaí identificou na transmissão deste domingo do futebol na Globo, chamaram atenção do clube. As frases foram proferidas no momento em que o árbitro Paulo Vollkopf, depois de dois minutos de interrupção da partida entre o time catarinense e o Flamengo, dirigiu-se ao auxiliar atrás do gol e anulou a marcação da penalidade contra o Rubro-Negro.

Diante da suspeita de interferência externa, o Avaí vai levar o caso ao STJD. O clube já acionou advogado no Rio, está concluindo a junção das provas e pretendia até mesmo interpelar o narrador da Globo na instância desportiva para que ele explicasse melhor o que quis dizer no momento em que a decisão foi tomada. Mas o clube recuou.

Em nota, o Avaí garantiu que “o jurídico do clube sequer cogitou esta possibilidade”. Mas não foi bem isso que relatou ao blog o advogado Osvaldo Sestário, que defende o clube catarinense no STJD. Foi essa informação que deu origem à publicação original.

Vale ressaltar que o recuo do árbitro se deu após o replay da disputa entre Everton, do Flamengo, e Diego Tavares, do Avaí.

O narrador Luis Roberto até se explicou no programa Bem, Amigos, do Sportv. E disse que não falou “a gente”, mas sim “vai consultar gente de novo”.

O clube catarinense prepara uma notícia de infração contra o árbitro Vollkopf por causa do episódio na Ressacada. Dentro desse contexto, há ainda um desejo de bater mais forte na necessidade de registrar e tornar público o conteúdo das conversas via sistema de comunicação da arbitragem.

O Avaí está ciente que enfrentará oposição da CBF. O presidente da comissão de arbitragem, Coronel Marinho, já fez questão de publicamente rechaçar a tese de interferência externa.



MaisRecentes

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo

Jogos da Série B1 do Carioca terão transmissão pela tv a cabo



Continue Lendo

Descumprimento de acordo judicial pode retirar o Vasco de Ato Trabalhista



Continue Lendo