Jogo da Seleção teve queda no valor de patrocínio após saída da Globo



A opção da CBF de não manter a Globo como a responsável pela transmissão nos amistosos da Seleção fez desvalorizar o valor de patrocínio dos jogos contra a Argentina e Austrália. Parceira da entidade na comercialização de anúncios nas partidas do Brasil, a inglesa Sportseen assinou contratos indicando a transmissão da Globo para o país. Com a saída da emissora carioca – e sem ter números de audiência com o novo sistema de veiculação – a empresa aceitou refazer os acordos por um valor menor.

Uma das patrocinadoras que reclamou da transmissão não ser feita pela Globo conforme constava no contrato foi a WeCash, que iria exibir a marca de uma de suas empresas de avaliação de crédito, a iEmpréstimos. Com o novo sistema de veiculação, a empresa conseguiu obter uma redução no valor pago pela placa de publicidade ao redor do gramado.

– O valor era próximo dos R$ 2 milhões e passou para perto de R$ 1 milhão – afirmou Roger Madeira, executivo da WeCash no Brasil. Segundo ele, como a audiência deve ser bem menor sem a transmissão da Globo, a empresa optou por trocar a marca que será exibida nos amistosos do Brasil, que passará a ser a marca do serviço de tecnologia de crédito Gauss.

Contatada, a CBF entende não ter responsabilidade, já que os direitos para exploração comercial dos amistosos são da Pitch International. A empresa inglesa, por sua vez, tem parceria com a Sportseen, co-participante do acordo com as empresas que assinam para anunciarem nos amistosos da Seleção. A coluna enviou uma solicitação sobre o caso à Sportseen mas não obteve retorno até esta publicação.



MaisRecentes

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo

Mesmo debilitado, Eurico Miranda mostra sua força na política do Vasco



Continue Lendo

Apesar de decisão da Justiça, clubes apoiam Caboclo na CBF



Continue Lendo