Acordo entre CBF e Vivo para transmissão de amistosos da Seleção não envolveu valores



O acordo entre CBF e a operadora Vivo para a transmissão dos amistosos da Seleção em dispositivos móveis não envolveu valores entre as partes e a entidade disponibilizará toda a produção dos jogos contra Argentina e Austrália gratuitamente. Um dos pontos que facilitou a negociação foi a parceria de 12 anos que a operadora mantém com a entidade sendo uma das principais patrocinadoras da Seleção.

Em sua nova estratégia de veiculação das partidas, a CBF adquiriu horários na grade da TV Brasil por um “valor simbólico” de R$ 30 mil e terá um percentual sobre a venda de publicidade pelo Facebook, responsável pela transmissão das partidas em rede social. A entidade também fechou acordo com a TV Cultura.

Diferente do Facebook, a Vivo não comercializará nenhum pacote de publicidade para a transmissão das partidas para tablets e celulares. Segundo o VP de estratégia digital e inovação da operadora, Ricardo Sanfelice, foi a CBF quem apresentou a proposta.

– Eles nos procuraram nas últimas semanas e a negociação foi bem rápida – afirmou o executivo.



  • Dalton S

    Que estes sejam os primeiros passos para devolver, ao menos a seleção brasileira de futebol, aos demais veículos de comunicação existentes no país.

MaisRecentes

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo

Botafogo deixa a Libertadores com R$ 13,4 milhões pela participação



Continue Lendo