Acordo entre CBF e Vivo para transmissão de amistosos da Seleção não envolveu valores



O acordo entre CBF e a operadora Vivo para a transmissão dos amistosos da Seleção em dispositivos móveis não envolveu valores entre as partes e a entidade disponibilizará toda a produção dos jogos contra Argentina e Austrália gratuitamente. Um dos pontos que facilitou a negociação foi a parceria de 12 anos que a operadora mantém com a entidade sendo uma das principais patrocinadoras da Seleção.

Em sua nova estratégia de veiculação das partidas, a CBF adquiriu horários na grade da TV Brasil por um “valor simbólico” de R$ 30 mil e terá um percentual sobre a venda de publicidade pelo Facebook, responsável pela transmissão das partidas em rede social. A entidade também fechou acordo com a TV Cultura.

Diferente do Facebook, a Vivo não comercializará nenhum pacote de publicidade para a transmissão das partidas para tablets e celulares. Segundo o VP de estratégia digital e inovação da operadora, Ricardo Sanfelice, foi a CBF quem apresentou a proposta.

– Eles nos procuraram nas últimas semanas e a negociação foi bem rápida – afirmou o executivo.



MaisRecentes

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo