Programa de redução de custos da Arena Corinthians vai do consumo de energia à permuta de camarotes



O Corinthians colocou em prática um amplo programa para reduzir custos em sua Arena. Além de renegociar contratos com prestadores de serviços – como já publicado pela coluna (leia aqui)– os administradores do estádio têm adotado uma série de iniciativas para ter uma margem maior de receita no final do mês. Redução no consumo de energia elétrica, permuta com prestadores de serviços e otimização da equipe que trabalha nos jogos estão entre as ações para reduzir os custos da Arena.

Em relação à energia elétrica, um programa de redução no consumo foi feito por um escritório de engenharia e arquitetura que é colocado em prática em dias em que não há jogos na Arena Corinthians. Luzes apagadas em setores pouco utilizados do estádio estão entre as ações colocadas em prática desde o final do ano passado.

Já os camarotes vagos têm sido usados como permuta para empresas por serviços prestados na Arena. Já em dias de jogos, o número de orientadores e de pessoas que trabalham nas bilheterias nos dias de jogos foi reduzido, e o clube passou a fechar setores do estádio em jogos com pouca demanda por ingressos, como ocorreu durante partidas do Paulistão deste ano.

– Após 3 anos de experiência, agora já conseguimos otimizar a operação da Arena – diz Thiago De Rose, gerente de planejamento do estádio corintiano.



MaisRecentes

Placar das finanças: Corinthians batalha para fechar 2017 perto do ‘0 a 0’



Continue Lendo

Curso de treinador sem chancela de Conmebol e Fifa liga sinal de alerta



Continue Lendo

Nabil aposta em apoio de ‘notáveis’ na eleição do Santos



Continue Lendo